2.11.10

Choro Carioca: Música do Brasil



O projeto Choro Carioca: Música do Brasil - em comemoração aos 10 anos da Escola Portátil de Música, hoje forte referência em ensino de música no Brasil - é uma realização do Instituto Casa do Choro, com patrocínio da Petrobras que apresentará em 20 cidades de diferentes regiões do país shows de música instrumental brasileira com repertório da caixa de 9 CDs Choro Carioca-Música do Brasil, lançada pela Acari Records, que registrou um panorama do choro em todas as regiões do Brasil. Nos shows de cada estado serão priorizados os compositores daquela região.

Esta série de shows, de caráter inédito, chega a São Paulo no dia 03 de novembro, quarta, no Teatro FECAP, a 1 real, levando à cidade uma amostra especial das músicas de compositores da região sudeste, pesquisada para a compilação da coleção, com o repertório interpretado pelos renomados músicos Mauricio Carrilho (violão), Naomi Kumamoto (flauta), Pedro Paes (clarinete), Nailor Proveta (clarinete e saxofone), Ana Rabello (cavaquinho) e Marcus Thadeu (percussão e pandeiro).
Com esta série de shows - que passará ainda pelas regiões Centro-Oeste, Norte, Sul e Nordeste durante outubro e novembro - este trabalho circulará pelos estados do país de onde saíram as composições que serviram de matéria-prima para a gravação dos 9 discos da coleção.

A coleção Choro Carioca: Música do Brasil, lançada em 2006, teve importância ímpar na história da música brasileira por resgatar, através das 132 músicas nela registradas, a obra de 74 compositores de diversos estados brasileiros, todos nascidos até a primeira década do século XX.
Pouca gente, entretanto, pôde tomar conhecimento deste trabalho, em especial fora do Rio de Janeiro. Com iniciativas como a desta série de shows, que revigoram e promovem a conservação e divulgação do repertório do choro em todo o Brasil, agora, pela primeira vez, é possível ouvir a música de que antes só se ouvia falar.
Canções como o choro Não Salta José, do violinista cego Levino da Conceição, ao lado da polca As Diabruras do Souto, do compositor de danças de salão Arthur Camillo, e do schottisch A Diva é Uma Flor, de Nelson Alves - um dos principais cavaquinistas das primeiras décadas do século XX, são mostradas ao lado dos choros Plenilúnio, do paulista Erothildes de Campos (também autor da famosíssima Ave Maria), o Tombo, de Jose da Silva Baianinho, e Último, do carioca Alcebíades Vieira Nunes (mais conhecido como Bide), do maxixe Cotuba, do carioca Donga, da valsa Ave Maria, do já citado Erothides Campos, além de Til Tamiro na Farra, Carrilho Assoviando e Baixaria na Lapa, três exemplos contemporâneos do compositor e instrumentista carioca Maurício Carrilho, um dos músicos presente nesta série.

Em todas as cidades acontece, quatro horas antes do show, um concerto didático, gratuito, voltado aos músicos e estudantes de música com os mesmos músicos que farão os shows.
O Instituto Casa do Choro, em parceria com a Fundação Nacional de Artes - FUNARTE, promove ainda o V Festival Nacional de Choro que, além de mostrar em shows este repertório precioso, realiza nas cidades de Belo Horizonte, Brasília, Belém, Porto Alegre e São Luís oficinas de instrumentos gratuitas direcionadas a músicos e estudantes de música e uma apresentação final dos alunos das oficinas juntamente com os professores.

Serviço:
Show*: Turnê Choro Carioca: Música do Brasil - São Paulo
Local: Teatro FECAP - Avenida Liberdade, 532 - Liberdade - São Paulo - SP
Data: 03 de novembro, quarta
Horário: 20h
Preço: R$ 1,00 (um real) Ingressos somente na Bilheteria do Teatro a partir das 14h.
* concerto didático gratuito voltado a músicos e estudantes de música às 16hs no mesmo teatro.

1 comentários:

Olavo disse...

Fala galera do blog! Eu fui nesse show e é incrivelmente divertido!Todos músicos mandam muito bem e o som tava perfeito! Recomendo mesmo.Musica instrumental é o que há!
Aproveita o espaço e deixa esse video instrumental mtoo interessante:

http://bit.ly/e5tV1q

vlw galera!

SaravaClub*. Tecnologia do Blogger.